It’s a Mad, Mad, Mad, Mad World…

Estando de férias, a tendência para mergulhar nas notícias dos jornais  é muito maior. Há tempo, podemos ler as notícias com calma. Depois o que acontece é que ficamos cheios e recostamo-nos a pensar na forma como a civilização humana tem vindo a evoluir.

A tendência é para ficarmos preocupados, pois parece que o mundo está a enlouquecer. No entanto uma análise mais profunda poderá levar-nos a pensar que provavelmente sempre foi assim em todo o mundo. A diferença é que hoje a informação está à distância de um clic. Com fotos, imagens fortes, vídeos, músicas… Só não tem (ainda) cheiro porque essa característica deve ser difícil de conseguir realizar digitalmente. Mas lá chegaremos

Ficamos então a pensar nos horrores que nos são oferecidos nos jornais e nas televisões e ficamos a pensar o que aconteceu ao senso comum. Por que razão a vida não tem a mesma calma e tranquilidade que tinha antigamente (pelo menos aparentemente). Por que razão os valores transmitidos pelas religiões assumem nuances tão fortes e tão diferentes em locais aparentemente tão afastados uns dos outros.

Mas temos de ter consciência de que o senso comum não é um senso objetivo e igual para todos. Está estratificado por grupos sociais, e mesmo por grupos profissionais. O que faz com que na realidade não haja um senso comum alargado.

Por exemplo: no outro dia partilhei no FB um texto cujo nome era “10 atitudes que os pais NÃO devem ter com os filhos”.

São elas as seguintes:

  1. Comparar com os irmãos ou primos ou amigos;
  2. Fazer chantagem emocional;
  3. Elogiar exageradamente;
  4. Ser superprotetor;
  5. Comprar a criança com presentes;
  6. Deixar a criança fazer tudo o que deseja;
  7. Não participar dos principais momentos da vida do seu filho;
  8. Fingir que o filho nunca mente e nunca erra;
  9. Dizer uma coisa e fazer outra;

10 Prometer e não cumprir.

Qualquer docente ou psicólogo numa escola lhe dirá que estas normas são apenas senso comum, se tivermos em conta que as crianças aprendem por modelação do que veem fazer e dizer. Diríamos então que são normas do senso comum.

Mas se analisarmos bem quantos pais há que não incorrem recorrentemente em pelo menos três ou quatro das situações referidas ao longo da educação dos seus filhos?

Onde fica então o senso comum? É senso comum só para educadores? E para as outras pessoas? E onde fica o aforismo “ Por bem querer, mal haver”?

E falo em senso comum apenas para confrontar duas notícias que eu chamei à colação apenas para justificar este meu arrazoado filosófico. Senão vejamos:

Notícia 1:

Na Libéria

 “Monrovia – Homens armados atacaram um centro de isolamento para pacientes com o vírus ebola em Monrovia, capital da Libéria, o que provocou a fuga de vinte pacientes, informaram fontes concordantes neste domingo. (…) Os agressores, em sua maioria jovens, armados com paus, entraram no centro, uma escola no subúrbio de Monróvia, segundo Rebecca Wesseh. Segundo ela, eles gritaram palavras hostis à presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, e asseguravam que “não há ebola” no país. Este ataque provocou a fuga de pacientes e enfermeiros.”

Notícia 2:

ISIS

Raqqa – “Jolly jihadists show Dairieh around Raqqa and the former Syrian-Iraqi border, smiling beatifically and raising an index finger to bear witness to the oneness of God. We discover a merciless theocracy, where women are not seen, morals police patrol with weapons, children clamour to kill “infidels” and dismembered or crucified corpses are displayed in the streets.”

Para terminar deixo o osso duro de roer… E o que podemos nós, comuns mortais, fazer para que tal estado de coisas mude? Será que temos capacidade para de alguma forma tentarmos interferir?

Não dou a minha opinião. Apenas quero fazer com que os que me leem façam a pergunta a si próprios e procedam de acordo com a sua consciência.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Educação. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s