COLÉGIO DE ALFRAGIDE – Temos de travar o avanço dos números da obesidade infantil.

De acordo com um relatório europeu cujos resultados foram publicados recentemente, cerca de 30% das crianças portuguesas têm excesso de peso,e cerca de 10% são obesas.

Obesidade, um problema que afecta cada vez mais europeus
Saúde pública – 22-01-2007 – 17:51

A obesidade é um problema de saúde pública

A população europeia está cada vez mais pesada. Nos 27 Estados-Membros da UE existem 14 milhões de crianças com excesso de peso e 3 milhões de crianças obesas. Em alguns países, metade dos adultos têm excesso de peso e estima-se que 20% a 30% dos adultos se tornem obesos. Esta epidemia europeia afecta particularmente as crianças e os jovens. As propostas para combater o problema incluem melhor informação aos consumidores, educação, refeições equilibradas nas escolas e prática de desporto.

Nesta perspectiva o Colégio de Alfragide iniciou há 5 anos um processo pelo qual se pretendia verificar qual a veracidade destes dados na nossa população estudantil. Na altura chegámos à conclusão de que cerca de 12% das crianças tinham excesso de peso e alertámos os pais para fazerem regularmente a relação IMC de forma a poderem controlar a relação peso/altura dos seus filhos e poderem pedir ajuda junto dos seus médicos de família.

Como tivemos resultados muito idênticos nos três anos em que fizemos esse estudo das nossas crianças, não o fizemos nos dois últimos anos lectivos. Talvez esteja na altura de o voltarmos a fazer para percebemos se o problema aumentou, se se tem mantido estável ou se diminuiu.

Como se devem lembrar, iniciámos na mesma altura um programa na alimentação que se baseou nas seguintes medidas:

1. Todas as crianças têm de comer sopa de legumes ( a qual já é passada, senão o problema era maior );
2. Em todas as refeições haverá legumes, ou crus em salada, ou cozidos, de forma a que as crianças se habituem aos sabores dos legumes e ingiram estes alimentos necessários para o bom equilíbrio da nossa alimentação;
3. Tomámos a decisão de apenas fazer fritos uma vez por semana, e ultimamente temos feito fritos de 15 em 15 dias em média;
4. A sobremesa será sempre fruta, visto que na sua vida familiar a maioria das crianças já ingerem doces a mais.

Acontece que, cada vez mais, temos problemas com a alimentação das crianças ao almoço e, na nossa opinião, isso tem a ver directamente com o tipo de alimentos que as crianças trazem para comer a meio da manhã. Vimos por esse motivo sensibilizar os pais para o tipo de alimentos a mandar:

1. Se a sua criança já tem dificuldade para comer habitualmente, deverá evitar mandar leite simples ou com chocolate. São alimentos de digestão difícil e lenta e faz com que as crianças que habitualmente têm dificuldade a comer não tenham fome quando vão almoçar;
2. O mesmo cuidado se aplica à quantidade de leite enviado: nunca deverá ultrapassar o 1/4 de litro ( 2,5 dl. );
3. São comuns as guloseimas que são altamente calóricas: as que têm chocolate, ou recheios devem ser evitadas;
4. O ideal seria que as crianças comessem apenas um peça de fruta, assumindo que comeram o pequeno almoço entre as 7:30 e as 9:00 e vão almoçar entre as 11:30 (infantil) / 12:00 (1.º e 2.º anos ) / 12:30 ( 3.º e 4.º anos ). Em alternativa poderão comer um iogurte, ou bolachas simples ( 6 no máximo );
5. Se as crianças comem demais no intervalo da manhã e ainda estão a fazer a digestão, não têm fome quando vão almoçar. É óbvio que vão torcer o nariz aos alimentos que deviam ingerir e que não estão habituados a comer;
6. Todos sabemos que as crianças começam a ganhar manias na alimentação, muito mais por imitação de colegas;
7. Sabemos também que numa escola onde têm muitos colegas à volta é difícil abrir excepções para umas crianças quando há outras que têm de comer tudo. Os pais deveriam pensar nisto quando pedem às funcionárias para não dar de comer aos seus filhos se eles não quiserem;
8. Sabemos que é difícil “agradar a gregos e a troianos”, mas os pais têm de nos ajudar nesta batalha, senão serão os seus próprios filhos que ficarão a perder. E as estatísticas não mentem;
9. Temos consciência de que no recreio da tarde as crianças devem fazer exercício, jogos de corrida, futebol, pelo menos durante meia hora diariamente. Por isso temos dado indicações às auxiliares do 1.º ciclo para obrigarem as crianças a sair cá para fora e não passarem o tempo todo sentados a jogar numa mesa. Mas por vezes é difícil consegui-lo quando as crianças já estão habituadas a isso. Precisamos da ajuda dos pais no sentido de pressionarmos em conjunto;
10. Por último, os pais deveriam manter a atenção no IMC dos seus filhos, tendo em atenção de que IMC é apenas um indicador, pois, consoante as idades, eles dão pulos em altura que muitas vezes não são acompanhados pela massa corporal ou vice-versa. Todavia estes referenciais devem servir para que, quando vão ao médico de família sejam referidos de forma a que possam ser tomadas medidas ainda antes de se manifestar o excesso de peso ou a obesidade.

Para verificação do IMC, enviamos-lhe dois links:

1. Lista de IMC consoante a idade da criança e o sexo ( indica o limite máximo e mínimo de cada categoria )

aceda a este link
https://spreadsheets.google.com/spreadsheet/pub?hl=en_US&key=0AoRUTjCMEF_OdEpaV1ZvZ3pjRU1GOXp1UFdMd3pabkE&output=html

se não conseguir aceder com o link anterior:
https://spreadsheets.google.com/spreadsheet/ccc?key=0AoRUTjCMEF_OdEpaV1ZvZ3pjRU1GOXp1UFdMd3pabkE&hl=en_US#gid=0

2. Processo de controlo de IMC: os dados constantes na folha ao abrir referem-se aos valores para adulto. Para conferir o resultado para crianças, deverá consultar os limites máximo e mínimo de cada categoria no link anterior.

Aceda a este link
https://spreadsheets0.google.com/spreadsheet/pub?hl=en_US&key=0AoRUTjCMEF_OdEhoRDhPRThBZHpUZktuSERjYWF2Nmc&output=html

se não conseguir aceder com o link anterior:
https://spreadsheets0.google.com/spreadsheet/ccc?hl=en_US&key=tHhD8OE8AdzTfKnHDcaav6g#gid=0

Agradecemos a todos o empenho colocado na luta contra esta tendência infantil.

A Direcção

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Educação. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s